A árdua tarefa de dizer NÃO

A árdua tarefa de dizer NÃO

Fomos educados a ser sempre educados mesmo que essa atitude nos desagrade. São muitas as situações em que somos invadidos pelo outro (geralmente a mais comum delas é a constante solicitação de favores), e para evitar ressentimentos, cedemos.

Quem diz sim a tudo apresenta grande dificuldade em impor limites além de assumir inúmeras atividades sem necessidade, gerando um intenso estresse e fadiga.

Para começar a se libertar dessa dinâmica é preciso compreender que você tem o direito de não concordar o outro, de não querer ou não poder atender a um pedido, de não aceitar a um convite.

E o fato de vocês não compartilharem da mesma opinião não elimina a relação de afeto entre vocês.

Amar também é dizer NÃO! Dizer não aos amigos, aos filhos, ao cônjuge. Não podemos comprar tudo o que vemos, nem faltar ao serviço sempre que bate uma preguiça, não é mesmo? Da mesma forma, a regra também se aplica a nós e a comunicação que desenvolvemos com os outros.

mulher pensativa

A árdua tarefa de dizer não

Estabelecendo limites

Como estabelecer limites para que não invadam nossa privacidade? Expressando nossos sentimentos de forma assertiva. Explicar ao outro o motivo da sua recusa.  Impor limites nas relações é fundamental para o bem estar emocional.

Eu sei que na teoria parece fácil, entretanto é preciso começar a praticar a árdua tarefa de dizer NÃO. E aqui vão algumas dicas:

  1. Ganhe tempo: Recebeu um convite, um pedido de favor? Peça um tempo para pensar, por exemplo: “preciso ver se tenho disponibilidade nesse dia”. Só depois retorne o contato para dizer não.
  2. Repita: E para os insistentes em ter a resposta na hora, o que fazer? Repita calmamente: “Compreendo sua urgência, mas como eu disse, preciso verificar minha disponibilidade. Darei um retorno o mais breve possível”.
  3. Prós e contras: Antes de dar a resposta faça duas listas. Uma com as vantagens em dizer sim e a outra com as desvantagens. Lembre como se sentiu dizendo sim em situações anteriores.
Casal discutindo

A árdua tarefa de dizer não

  1. A culpa não é sua: Decidiu dizer não e foi mal compreendido? A culpa não é sua. Algumas pessoas não sabem lidar com a frustração, e são justamente essas que precisam e merecem ouvir muitos “ene-a-o-ti”l.
  2. Assertividade, o que é isso? Veja um exemplo: Elogie + negue + agradeça. É a fórmula básica para recusar a um convite. Comece valorizando a proposta, em seguida diga (que pena!) não poderá aceitá-la. Justifique-se por isso. Finalize agradecendo a lembrança e deixando para uma próxima.

É importante entender que a capacidade de dizer não está estritamente relacionada com a autoestima. As pessoas que têm pouca confiança em si mesmas acreditam que para serem amadas não podem se posicionar de forma contrária nem impor limites nas relações. Sentem-se culpadas em não agradar o outro, e em casos mais extremos, chegam até a pensar que não têm o direito de escolha, ou seja, precisam dizer sempre sim.

A maneira mais eficaz de começar a treinar o Não, é pensar: entre você e o outro, quem você escolhe? A cada “Não” dado ao outro, é um “Sim” dado à você.

A melhor forma de recusar um pedido é falar explicitamente “eu não quero”. Justificativas demais normalmente são percebidas. A objetividade do querer costuma ser mais respeitada.

Meu nome é Denize Tarabaika, eu sou coach de vida e carreira. Atendo na cidade de Curitiba/Pr, Porto União/SC e União da Vitória/PR (e região) e por Skype/Hangout em todo o Brasil.

Entre em contato